Porque festivais?

Os festivais de maneira geral, em suas múltiplas possibilidades de manifestações, têm presença nos primórdios da humanidade sempre ligados a rituais e celebrações. Etimologicamente a palavra Festival procede do latim festivus, ideia de festa e festividade. (Marcelo Bones)

O teatro durante tantos séculos encanta plateias nos mais distintos recantos do mundo, para o mais distinto público, com suas mais diversas linguagens. Seja o teatro tradicional, físico, a mímica, o teatro infantil, de sombras e outros mais, os espetáculos teatrais sempre acharam seus espaços em festivais, fomentadores e agregadores de valor para a linguagem artísticas.

Os festivais de teatro sempre foram uma das ações mais importantes para a área ao redor do mundo. Foram eles que mantiveram viva a atividade teatral dando espaço para grupos e companhias teatrais desde as profissionais até àquelas que estavam simplesmente começando algum trabalho, ou mesmo utilizando-se do teatro como uma ferramenta de estudo, como os festivais ou mostras de teatro universitário.

Os primeiros festivais teatrais datam de meados do século VI, na Grécia, berço do teatro, como parte das festas dos frutos onde os produtores podiam exibir suas mercadorias em praças e espaços urbanos. Ali, os artistas ganhavam espaço para apresentarem seus espetáculos e já tinham público garantido, uma vez que toda a população estava reunida para as compras de mantimentos frescos e colhidos recentemente. Geralmente as festas duravam sete dias e com elas um festival de arte que se estendia também por este período.

O festival de teatro era de extrema importância, reunia nomes muito importantes da sociedade e aconteciam competições extremamente concorridas com produções exuberantes de dramaturgos, diretores e artistas, que na época recebiam salários diários e eram reconhecidos como cidadãos ilustres da comunidade. Os festivais era uma obrigação do estado e como lei, alguns cidadãos abastados deviam arcar com gastos das montagens ostentosas dos espetáculos que eram preparados com muito tempo de antecedência, para o resultado mais perfeito durante o festival.

A imponência dos festivais mostrava o que quando aquela sociedade era importante social e espiritualmente, esses eventos era uma das maneiras mais eficazes de mostrar a opulência do estado.

A definição de festival é justamente uma “festa” que acontecem em um período de tempo demarcado em um determinado lugar, no qual vários tipos de expressões teatrais se apresentam sequencialmente intercaladas de debates, estudos, oficinas etc…no entanto, um festival não resume-se somente a esta definição, mais que uma celebração artística, com fins de expor trabalhos realizados por grupos e companhias, um festival é antes de mais nada uma reflexão sobre a sociedade, suas relações e sua forma de comportamento.

A concentração de pessoas para um mesmo fim, que é presenciar e apreciar um espetáculo é sobretudo a finalidade de um festival. É ali que se criam relações, é ali onde se pode levantar questões sociais e politicas e se pode encontrar conforto para inquietações da mente. E também através desse tipo evento é que se garante o acesso do povo/sociedade/comunidade à cultura e arte, direito básico de todo cidadão. A manutenção desses eventos é fundamental tanto para o desenvolvimento e consolidação futura da importância das artes cênicas em nossa formação quanto povo, quanto como salvaguarda de uma cultura que necessita ser preservada.

Os festivais promovem a união de pessoas. Famílias inteiras vão para as ruas assistir espetáculos em festivais populares de teatro por todo o Brasil e no mundo. Isso faz com que a população encontre lazer e distração de maneira satisfatória e próxima, não havendo necessidade de se deslocar a grandes centros culturais e/ou despender de qualquer valor para apreciar um espetáculo, promovendo também o impacto econômico da região positivamente mais além do impacto cultural.

Tomamos como exemplo a própria população de Cascavel. Sua família (casal com dois filhos) tem a possibilidade de passar algumas horas de lazer e entretenimento assistindo a peças teatrais infantis, no Festin. Já imaginou assistir a um espetáculo de teatro do Nordeste? Em algum momento programou assistir algum grande espetáculo de São Paulo, tão próximo à sua casa e sem gastar nada?

É dessa forma que os festivais, vem potencializando durante toda a sua história a cena teatral, pouco a pouco adentrando o interior do país cumprindo seu papel de portador da cultura e da arte, da acessibilidade do público ao que dele é por direito.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *