O espetáculo vai começar!

As portas se abrem. Os pés pisam aquele tapete vermelho fofinho. O cheiro da madeira e dos tecidos das poltronas exalam no ar e ao mesmo tempo dá a sensação que estamos adentrando outra dimensão. E o cheiro da pipoca? Ah…não se pode mais comer nada aqui dentro e nós devemos seguir as regras. Um murmurinho percorre as fileiras. Pouco a pouco as luzes vão abaixando e de repente: pah! Tudo escuro! À nossa frente uma luz amarela quentinha se acende: o espetáculo vai começar!
Lembro-me exatamente dessa sensação de anos atrás quando era apenas uma pequena menina prestes a assistir sua primeira peça de teatro! O ator entrava em cena e como mágica uma película muito fina separava a plateia do palco. Conseguíamos sentir o cheiro da fumaça colorida que saia lá atrás do palco, ela inundava a cena e tudo mais parecia um sonho. Tudo o que ator falava nós entendíamos, era a nossa língua, a nossa brincadeira! Vários sons aconteciam, música, os pés no chão, palmas, as vozes dos atores cantando, falando, brincando. Era isso mesmo: uma brincadeira!
Feliz? Nãaaaoo…eu estava radiante! Quando tudo terminou (oh, não! Já?!) as luzes se acenderam e nós já não éramos os mesmos! Todos que se levantaram e as palmas encheram o teatro de um som esfuziante. Todos se olhavam e sorriam o melhor sorriso que tinham e era de felicidade mesmo! Felicidade autêntica!
Sair do teatro foi triste, aqueles lindos personagens ficaram lá dentro…ou não? De repente senti minha mão apertada na mão da minha mãe e ela disse “você nunca mais vai esquecer” e foi aí que me dei conta que aquele dia está comigo até hoje. Senhoras e senhores, preparem-se: o espetáculo vai começar!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *